CSO0133 – Provas Substitutivas

PROVAS SUBSTITUTIVAS – SOMENTE AOS QUE NECESSITAM REALIZAR PROVAS SUBSTITUTIVAS.

Conforme explicitado em sala de aula e definido no RAG, poderão realizar as provas substitutivas relativas às unidades perdidas (1 ou 2) aqueles que tiverem comprovante médico ou comprovante de óbito de parentes próximos (pais, mães, irmãos), ou de nascimento de filhos, comprovantes estes que deverão ser escaneados e enviados a meu e-mail até, no máximo, o dia 13/07/2017. Os demais, que perderam uma avaliação e não têm comprovante, realizarão o trabalho geral, que abarcará as duas unidades do curso e servirá para substituir apenas a nota relativa à prova perdida, sem comprovação, da unidade correspondente. Quem entregar o trabalho que não corresponda à sua respectiva situação terá a nota desconsiderada.

O trabalho deverá ser entregue unicamente via e-mail para o endereço vivaraiz@gmail.com até às 23:59 do dia 14/07/2017, hora de Brasília, com o título do e-mail constando PROVA CSO133. Deverá conter, no máximo, 8 páginas, seguindo as normas da ABNT, o uso de processador Word ou similar, letra Times New Roman, número 12, espaçamento de 1,5. Texto com alinhamento justificado. Não deverá haver impressão no verso de folha. A marcação de parágrafos é importante.

I – TRABALHO GERAL (TODAS AS QUESTÕES DEVERÃO SER RESPONDIDAS)

  1. Sigmund Freud em “Mal-Estar na Civilização”, Karl Marx e Friedrich Engels em “O Capital”, e Max Weber em “Consideração Intermediária” procuraram apreender, cada um ao seu modo, os condicionantes do que poderíamos denominar de um “mal-estar” generalizado na cultura ou na modernidade. Caracterize o procedimento de cada um deles para chegar ao diagnóstico correspondente e trace comparações, quando possível, entre elementos pertinentes de suas teorias.  (50%)
  2. “Mas, mesmo além do dever interiorizado do consumo de mercadorias como fim em si mesmo, a sombra do trabalho projeta-se sobre o indivíduo moderno também fora do escritório e da fábrica. Tão somente por levantar-se da poltrona da TV e tornar-se ativo, qualquer ação efetuada transforma-se em algo semelhante ao trabalho. O jogger substitui o relógio de ponto pelo cronômetro. Nas academias reluzentes, a Roda-Viva vivencia o seu renascimento pós-moderno, e os motoristas nas férias fazem tantos e tantos quilômetros como se fossem alcançar a cota anual de um caminhoneiro. E mesmo o trepar se orienta pelas normas DIN (ISO 9000) da pesquisa sexual e pelos padrões de concorrência das fanfarronices dos talk shows. (Kurz, Robert. O Manifesto contra o trabalho). Relacione essa passagem do texto de Robert Kurz com a crítica desenvolvida à modernidade por Theodor Adorno e Max Horkheimer em “A Indústria cultural: o esclarecimento como mistificação das massas”. Como, em que pontos e por que elas podem ser aproximadas? Como, em que pontos e por que elas podem ser distanciadas? (50%)

 

II – TRABALHO UNIDADE I

  1. Max Weber em sua “Consideração Intermediária” desenvolve a teoria da impossibilidade de sucesso de uma ação eticamente orientada no mundo. Explique como essa teoria se vincula com a autonomização das esferas de valores. (50%)
  2. “[…] Se em toda ideologia os homens e suas relações aparecem como numa câmera obscura, virados de cabeça para baixo, este fenômeno decorre tanto do seu processo histórico de vida quanto a inversão dos objetos na retina decorre do seu processo imediatamente físico […]”. (MARX, K. & ENGELS, F. “A Ideologia Alemã”,  1989, p. 193). O excerto em questão, que não foi visto em sala de aula, trata do fenômeno da ideologia. De acordo com os textos vistos em sala de aula, quais suas origens histórico-sociais e como este fenômeno se relaciona com a divisão do trabalho social? (50%)

III – TRABALHO UNIDADE II

  1. “Desde sempre o iluminismo, no sentido mais abrangente de um pensar que faz progressos, perseguiu o objetivo de livrar os homens do medo e de fazer deles senhores. Mas, completamente iluminada, a terra resplandece sob o signo do infortúnio triunfal”. (HORKHEIMER, M., ADORNO, T. “O Conceito de Iluminismo”, 1983, p. 89). No excerto acima, os autores dissertam sobre como o iluminismo, concebido originalmente enquanto um processo emancipatório da Razão abrangente e humanística, transforma-se em uma razão alienada, posta a serviço de uma crescente engrenagem de instrumentalização da dominação e da repressão do homem. Aponte, de acordo com os argumentos de Adorno e Horkheimer, elementos que evidenciem tal intencionalidade. (50%)
  2. “Não só no interior da filosofia social no sentido estrito, mas também no âmbito da sociologia […] as discussões sobre a sociedade se cristalizaram […] em torno de uma questão […] : o problema da conexão que subsiste entre a vida econômica da sociedade, o desenvolvimento psíquico dos indivíduos e as transformações que têm lugar nas esferas culturais em sentido estrito […]”. (HORKHEIMER, M. “A presente situação da filosofia social e as tarefas de um instituto de pesquisas sociais”, 1999, p. 130). De acordo com o texto em questão, qual a proposta de Max Horkheimer para dar conta do problema anunciado no excerto? (50%).
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s