CSO 133 – Cultura, Ideologia e Modernidade – Provas Substitutivas

PROVAS SUBSTITUTIVAS – SOMENTE AOS QUE NECESSITAM REALIZAR PROVAS SUBSTITUTIVAS.

Conforme explicitado em sala de aula e definido no RAG, poderão realizar as provas substitutivas relativas às unidades perdidas (1, 2 ou 3) aqueles que tiverem comprovante médico ou comprovante de óbito de parentes próximos (pais, mães, irmãos), ou de nascimento de filhos, comprovantes estes que deverão ser escaneados e enviados a meu e-mail até, no máximo, o dia 20/07. Os demais, que perderam uma avaliação e não têm comprovante, realizarão o trabalho geral, que abarcará as três unidades do curso e servirá para substituir apenas a nota relativa à prova perdida, sem comprovação, da unidade correspondente. Quem entregar o trabalho que não corresponda à sua respectiva situação terá a nota desconsiderada.

O trabalho deverá ser entregue unicamente via e-mail para o endereço vivaraiz@gmail.com até às 23:59 do dia 26/07, hora de Brasília, com o título do e-mail constando PROVA CSO133. Deverá conter, no máximo, 12 páginas, seguindo as normas da ABNT, o uso de processador Word ou similar, letra Times New Roman, número 12, espaçamento de 1,5. Texto com alinhamento justificado. Não deverá haver impressão no verso de folha. A marcação de parágrafos é importante.

I – TRABALHO GERAL (TODAS AS QUESTÕES DEVERÃO SER RESPONDIDAS)

  1. De acordo com o texto “Teoria Tradicional e Teoria Crítica”, de Max Horkheimer, a ciência embasada na teoria tradicional conserva e, ao mesmo tempo, é produto da divisão do trabalho social estabelecida no sistema capitalista. Quais seriam as proposições centrais que distinguiriam um possível fazer científico embasado na teoria crítica daquele embasado na teoria tradicional? (40%)
  2. Max Weber em sua “Consideração Intermediária” desenvolve a teoria da impossibilidade de sucesso de uma ação eticamente orientada no mundo. Explique como essa teoria se vincula com a autonomização das esferas de valores. (30%)
  3. “A unidade burguesa entre teoria e prática é o campo de extermínio, a explosão atômica, o bombardeamento em massa. É nisso que consiste o velado denominador comum entre Kant, Hitler e Habermas, entre a ideologia alemã e o pragmatismo americano, a impositiva liberdade dos liberais e o autoritarismo autoritário” (KURZ, Robert, Razão sangrenta, p.62). O que Kurz quer dizer ao nivelar Habermas a Hitler, dentro de sua crítica radical ao Esclarecimento? (30%)

 

II – TRABALHO UNIDADE 1

  1. Sigmund Freud em “Mal-Estar na Civilização”, Karl Marx e Friedrich Engels em “A Ideologia Alemã”, e Max Weber em “Consideração Intermediária” procuraram apreender, cada um ao seu modo, os condicionantes do que poderíamos denominar de um “mal-estar” generalizado na cultura ou na modernidade. Caracterize o procedimento de cada um deles para chegar ao diagnóstico correspondente e trace comparações, quando possível, entre elementos pertinentes de suas teorias.  (50%)

    2 – “[…] Se em toda ideologia os homens e suas relações aparecem como numa câmera obscura, virados de cabeça para baixo, este fenômeno decorre tanto do seu processo histórico de vida quanto a inversão dos objetos na retina decorre do seu processo imediatamente físico […]”. (MARX, K. & ENGELS, F. “A Ideologia Alemã”,  1989, p. 193). O excerto em questão trata do fenômeno da ideologia. De acordo com o texto visto em sala de aula, quais suas origens histórico-sociais e como este fenômeno se relaciona com a divisão do trabalho social? (50%)

III – TRABALHO UNIDADE II

  1. “Desde sempre o iluminismo, no sentido mais abrangente de um pensar que faz progressos, perseguiu o objetivo de livrar os homens do medo e de fazer deles senhores. Mas, completamente iluminada, a terra resplandece sob o signo do infortúnio triunfal”. (HORKHEIMER, M., ADORNO, T. “O Conceito de Iluminismo”, 1983, p. 89). No excerto acima, os autores dissertam sobre como o iluminismo, concebido originalmente enquanto um processo emancipatório da Razão abrangente e humanística, transforma-se em uma razão alienada, posta a serviço de uma crescente engrenagem de instrumentalização da dominação e da repressão do homem. Aponte, de acordo com os argumentos de Adorno e Horkheimer, elementos que evidenciem tal intencionalidade. (50%)
  1. “Não só no interior da filosofia social no sentido estrito, mas também no âmbito da sociologia […] as discussões sobre a sociedade se cristalizaram […] em torno de uma questão […] : o problema da conexão que subsiste entre a vida econômica da sociedade, o desenvolvimento psíquico dos indivíduos e as transformações que têm lugar nas esferas culturais em sentido estrito […]”. (HORKHEIMER, M. “A presente situação da filosofia social e as tarefas de um instituto de pesquisas sociais”, 1999, p. 130). De acordo com o texto em questão, qual a proposta de Max Horkheimer para dar conta do problema anunciado no excerto? (50%).

 

IV – TRABALHO UNIDADE III

  1. Ao apontar para a estagnação do pensamento sobre a modernidade no Séc. XX, Marshall Berman afirma que:

“A modernidade ou é vista com um entusiasmo cego ou acrítico ou é condenada segundo uma atitude de distanciamento e indiferença neo-olímpica; em qualquer caso, é sempre concebida como um monólito fechado, que não pode ser moldado ou transformado pelo homem moderno. Visões abertas da vida moderna foram suplantadas por visões fechadas: Isto e Aquilo substituídos por Isto ou Aquilo”. (BERMAN, M. “Tudo que é sólido desmancha no ar”, 2013, p. 35). Qual seria, segundo o autor, a contribuição marxista para a resolução da problemática acima mencionada? (50%)

  1. “O que temos chamado de pós-modernidade é inseparável da, e impensável sem, hipótese de uma mutação fundamental na esfera da cultura no mundo do capitalismo tardio, que inclui uma modificação significativa em sua função social”. (JAMESON, F. “A lógica cultural do Capitalismo Tardio”, 1991, P.74).

Com base no Discurso Filosófico da Modernidade, quais argumentos Jurgen Habermas contraporia ao excerto acima? (50%)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s